Header Ads

Quem pode ou não participar da Ceia do Senhor?

Quem pode ou não participar da Ceia do Senhor?
No passado, muitas igrejas praticavam a "Ceia do Senhor" de portas fechadas - oferecendo a Ceia do Senhor apenas para membros em plena comunhão. Ocasionalmente, eu ouço perguntas sobre quem pode ou não pode participar da Ceia do Senhor. Vamos considerar o que o Novo Testamento diz a diz respeito da Ceia do Senhor.

Grupos que devemos considerar

Primeiro de tudo, precisamos entender que existem três grupos de pessoas - além de membros fiéis da congregação - que poderiam estar presentes na celebração quando a Ceia do Senhor está sendo servida.
  • Cristãos visitantes (não-membros) - Isto não é normalmente questionado hoje, mas foi muito questionado no passado. É geralmente aceito que a Ceia do Senhor pode ser oferecida aos cristãos que estão de visita e são membros de outras congregações.
  • Cristãos infiéis - Estes podem ser cristãos que estão em plena comunhão com a igreja. Estes também poderiam ser cristãos que estão em pecado, mas ainda não foram disciplinados.
  • Os não-cristãos - Estes são os que confessaram Jesus e nunca obedeceram ao evangelho.
Antes de examinar a questão para saber se podemos ou não servir a Ceia do Senhor a qualquer um destes três grupos, precisamos estabelecer alguns princípios básicos.

O que é a Ceia do Senhor?

A Ceia do Senhor foi estabelecido por Jesus pouco antes de Sua morte na cruz (Mateus 26:26-29). Ele incluiu dois elementos em que cada um representa algo relacionado a Si mesmo e Seu sacrifício:
  • O pão representa o seu corpo - "...Jesus tomou o pão e, abençoando-o, o partiu e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo" (Mateus 26:26). O escritor de Hebreus explicou que o corpo de Jesus foi "preparado" por Deus, para que pudéssemos ser "santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo" (Hebreus 10:5, 10). Era necessário que Jesus "participasse em carne e sangue", a fim de realizar a sua missão (Hebreus 2:14).
  • O cálice (fruto da videira) representa Seu sangue - "E tomando um cálice, rendeu graças e deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por muitos para remissão dos pecados" (Mateus 26:27-28). O sangue de Jesus teve que ser derramado, porque "sem derramamento de sangue não há remissão" (Hebreus 9:22). Seu sangue é capaz de "limpar a [nossa] consciência" e fornecer "remissão dos pecados" (Hebreus 9:14; Efésios 1:7).
A Ceia do Senhor seria observada no reino (Mateus 26:29). Jesus indicou anteriormente, usando os termos de forma intercambiável, que o reino é a igreja (Mateus 16:18-19). Sua igreja (reino) foi criada no dia de Pentecostes após Sua ascensão (Atos 2:41, 47). Observou-se a Ceia do Senhor a partir desse ponto em diante (Atos 2:42).

Em sua primeira carta a Corinto, Paulo disse que a Ceia do Senhor deveria ser celebrada na reunião da igreja. Ao escrever sobre o que era para ser feito quando "vos ajuntais na igreja" (1 Coríntios 11:18), ele explicou como a Ceia do Senhor deveria ser celebrada e estabeleceu seu lugar na reunião: "Portanto, meus irmãos, quando vos ajuntais para comer, esperai uns pelos outros" (1 Coríntios 11:33). Não existe nenhum exemplo no Novo Testamento dos cristãos celebrando a Ceia do Senhor em qualquer lugar fora da reunião da igreja local.

Vemos também no Novo Testamento que a Ceia do Senhor era observada no primeiro dia da semana (Atos 20:7). Este era o único dia em que os primeiros cristãos, dirigidos pelos apóstolos inspirados, faziam isso.

Responsabilidade daqueles que participam

No Novo Testamento, encontramos três responsabilidades daqueles que participam da Ceia do Senhor. Primeiro, eles devem se reunir com os santos. Esta é uma responsabilidade de todos os cristãos, uma vez que não devemos "[abandonar] a nossa congregação" (Hebreus 10:25). Como já mencionei, a Ceia do Senhor é para ser observada na assembleia (1 Coríntios 11:33), no primeiro dia da semana (Atos 20:7). Por conseguinte, a fim de participar, deve-se reunir com a igreja local no primeiro dia da semana.

Em segundo lugar, aqueles que participam da Ceia do Senhor devem se lembrar da morte de Cristo. Paulo escreveu: "Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, anunciais a morte do Senhor até que Ele venha" (1 Coríntios 11:26). Quando Jesus estabeleceu a Ceia do Senhor, Ele disse que era para lembrar seu "corpo que [foi] entregue por vós" e seu sangue, "que [foi] derramado por vós" (Lucas 22:19-20).

Em terceiro lugar, aqueles que participam da Ceia do Senhor devem examinar a si mesmos. É importante que aqueles que participam de a Ceia do Senhor o façam de uma maneira digna. Paulo escreveu: "Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor" (1 Coríntios 11:27). "Indignamente" refere-se à forma como nós participamos. Devemos fazê-lo de uma forma reverente. Devido a isso, Paulo disse: "Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice” (1 Coríntios 11.28). Este ponto é fundamental para a nossa pergunta sobre quem pode ou não participar da Ceia do Senhor. Paulo disse que aqueles que participam devem examinar a si mesmos, não que eles serão examinados pela igreja.

Quem pode ou não participar da Ceia do Senhor?

Depois de compreender o estabelecimento e a prática da Ceia do Senhor e a responsabilidade daqueles que participam, voltemos à pergunta sobre, quem pode ou não participar da Ceia do Senhor abordando os três grupos listados no início.

Podemos oferecer a Ceia do Senhor para cristãos visitantes? Lucas registrou o exemplo de Paulo e outros reunidos com a igreja em Trôade (Atos 20:6-7). Eles estavam viajando e não eram membros dessa congregação em particular, ainda assim eles participaram da Ceia do Senhor lá. Então, sim, nós podemos oferecer a Ceia do Senhor aos cristãos visitantes; membros de outras congregações.

Podemos oferecer a Ceia do Senhor para os cristãos infiéis? Quando Paulo escreveu aos irmãos em Corinto sobre o irmão que estava vivendo em pecado, ele disse que, "com esse tal nem sequer comais" (1 Coríntios 5:11). Ele estava se referindo às refeições comuns ou sociais, não a Ceia do Senhor (cf. 1 Coríntios 11:22, 34; 2 João 10). Ao participar da Ceia do Senhor, cada um "deve examinar a si mesmo" (1 Coríntios 11:28). Não há nenhum indício na Escritura dos irmãos impedindo alguém presente na reunião de participar da Ceia do Senhor no primeiro dia da semana. Então, sim, nós podemos oferecer a Ceia do Senhor a um cristão infiel presente na reunião e que pretende participar.

Podemos oferecer a Ceia do Senhor aos não-cristãos? Na primeira carta de Paulo a Corinto, ele indicou que suas assembleias deveriam ser abertas a todos - mesmo para os não crentes (1 Coríntios 14:23-24). Naturalmente, esta reunião é onde a Ceia do Senhor seria celebrada (1 Coríntios 11:33). Pode a Ceia do Senhor ser servida aos não-cristãos?

Primeiro de tudo, os não-cristãos não ficarão piores se participarem ou não participarem. Eles não podem ser mais perdidos do que já são. Eles ainda "não têm esperança", uma vez que não estão em Cristo (1 Tessalonicenses 4:13-14; Gálatas 3:27). Se nos recusarmos a servir a Ceia do Senhor para os visitantes que desejam participar, poderíamos desnecessariamente ofendê-los, o que tornaria mais difícil levá-los à verdade (Provérbios 18:19). Paulo disse que devemos nos esforçar para não dar "nenhum motivo de escândalo em coisa alguma" (2 Coríntios 6:3). Enquanto não podemos fazer nada se as pessoas estão ofendidas com a verdade, devemos tentar evitar ofendê-las desnecessariamente, isso muitas vezes, leva-os a fechar os ouvidos para a verdade.

Outra possibilidade é que podemos achar que a pessoa não é um cristão, quando ela realmente é. As Escrituras ensinam que quando as pessoas obedecem ao evangelho, Deus as acrescenta à igreja (Atos 2:41, 47). Isso aconteceu com Saulo, quando ele foi a Damasco - ele "foi batizado" (Atos 9:18) e, em seguida, se tornou parte do corpo de Cristo (Atos 2:47; 1 Coríntios 12:13; Gálatas 3:27). No entanto, mesmo sendo ele um cristão, os irmãos em Jerusalém "todos o temiam, não crendo que fosse discípulo" (Atos 9:26). Neste exemplo, eles se recusaram a aceitar um companheiro cristão, porque eles achavam que ele não era um cristão. Da mesma forma, não temos um perfeito entendimento sobre quem ou não obedeceu ao evangelho e foi adicionado por Deus à Sua igreja. Nós não queremos ser culpados de impedir alguém de obedecer ao mandamento do Senhor de "fazer isso" (1 Coríntios 11:24-25). Então, sim, nós podemos oferecer a Ceia do Senhor aos não-cristãos se desejarem participar.

Conclusão

A nossa responsabilidade em servir a Ceia do Senhor não é para julgar se alguém pode ou não participar. Nós não queremos essa responsabilidade porque somos desqualificados para fazer tais julgamentos. Nossa responsabilidade é simplesmente observar a Ceia do Senhor, para aqueles que desejam "fazei isso" (1 Coríntios 11:24-25).

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!