Header Ads

A preparação necessária para pregar eficazmente

A preparação necessária para pregar eficazmente
Quando um homem é chamado pelo Senhor para pregar, a pregação deve ser a busca apaixonada desse homem. Jeremias escreveu: "Mas isso foi no meu coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos, e estou fatigado de contê-lo, e eu não poderia ficar" (Jeremias 20:9). Todo pregador entende essa paixão para pregar a Palavra. No entanto, a paixão por si só não é suficiente para fornecer consistentemente o ensino e a pregação que o povo de Deus precisa. Deve ser misturada com elementos como, proposito, planejamento e preparação para edificar os santos.

Deixe-me compartilhar sete elementos que aprendi com homens de Deus, e que recolhi de seus escritos, e descobri por experiência própria na minha busca apaixonada para pregar eficazmente a Palavra. Conheça o Seminário de Pregadores

Pregação é descoberta

A busca apaixonada da pregação é, em sua essência, uma dedicação à descoberta. Um pregador deve ter o coração de um explorador, e ele deve conhecer plenamente as montanhas, vales, rios e córregos da Palavra de Deus. Uma das áreas mais fascinantes da descoberta em nossas vidas tem sido em primeiro lugar, a capacidade dos homens voarem em aviões, e então, se atrever a ir além de nossa terra até o espaço.

Você e eu não somos pilotos, mas nós somos exploradores e podemos ir a lugares de grandes alturas. Podemos experimentar a presença de Deus. Existe em você uma paixão para estudar, conhecer o Senhor e trazer de volta à terra o que aprendeu, e depois compartilhar o conhecimento do Santo com os outros? CLIQUE AQUI e aproveite o Preço Especial do Kit Pregador Completo

Pregação é determinação

Embora uma paixão para a descoberta vai nos lançar para a Palavra de Deus, a ciência do estudo deve determinar o significado de Deus. O piloto pode se prender na cadeira do avião e sentir a grande emoção. Mas para realmente experimentar a emoção do voo, ele precisa entender as regras e a física do voo. A Escritura nos ordena a estudar a Bíblia

"Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade" (2 Timóteo 2:15).

A palavra “aprovado” denota entusiasmo e seriedade. Um pregador consistentemente sem estudar é um pregador incompleto. A nossa paixão para o ministério deve ser regularmente vista em nosso árduo trabalho e estudo das Escrituras. Temos de aprender e aplicar a ciência da hermenêutica para que tenhamos, não só o que o texto significa para mim, mas o que foi feito por Deus para mim e para aqueles a quem eu ministro.

Não é meu propósito nem é possível ensinar hermenêutica neste artigo, mas posso lembrá-lo dos princípios. Ser hermeneuticamente preparado é aprender o contexto histórico da passagem que envolve seus eventos históricos, aspectos culturais e aspectos geográficos, para citar alguns. É aprender e compreender seu contexto léxico, o gênero do livro, as palavras, a gramática, e isso envolve uma análise teológica. Alguns poderiam dizer: "Pastor, eu deixo o Espírito Santo me conduzir, não os dicionários, concordâncias e textos". Para eles, eu responderia: "O Espírito que vai conduzi-lo, ordenou estudar". O estudo não diminui a paixão em nossa pregação. Ele traz confiança e luz para a nossa pregação.

Pregação é devocional

A Palavra de Deus é pessoal. Deus me fala através da Bíblia, e quando eu determino o significado da mensagem de Deus, eu devo determinar a sua aplicação a minha vida. Minha congregação é melhor ensinada quando o meu exemplo mostra a aplicação da mensagem de Deus na minha vida. Ouça as palavras de nosso Senhor no Evangelho de João 13:15-17

“Porque eu vos dei exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Em verdade, em verdade vos digo: Não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes”

Se eu estou crescendo e me tornando o que o Senhor ensina, eu vou ser um pregador muito mais eficaz de sua Palavra. Que bênção ensinar a partir da experiência em vez de apenas a informação.

Pregação é desenvolvimento

Após a ciência da hermenêutica vem a arte da homilética. Nossa intenção deve ser sempre expor o significado da Palavra de Deus no texto escolhido. Embora alguns podem discordar de mim, a pregação expositiva deve ser sempre o nosso método, mesmo se pregarmos sobre um tema ou um texto específico. O nosso esboço deve ser desenvolvido a partir da Palavra de Deus e dirigido pelo autor da Escritura, o Espírito de Deus. Nossa tese, nossa discussão, e nossa aplicação deve ser a intenção de Deus, não a nossa. Nós não somos apenas oradores, ou filósofos. Nós não somos humoristas, nem somos professores. Somos profetas que falam a Palavra e dão significado de Deus. Conheça o Seminário de Pregadores, é um curso que reúne as melhores experiências e os ensinamentos necessários para pregar verdadeiramente a Palavra de Deus.

Devemos pregar a Palavra de Deus e entregá-la a mente moderna, não adaptar a Palavra para o conforto da mente moderna. Devemos expor a Palavra, não impor nossos pensamentos. Devemos concentrar-se no conteúdo e substância sobre o estilo. Mas lembremo-nos de que a confiança no nosso conteúdo nos dá ousadia em nosso estilo.

Pregação é discipular

É difícil escolher uma ordem adequada nestes pontos. Entendendo que a disciplina deve ser encontrada em todas as áreas de nossas vidas. Mas, especificamente, há certas disciplinas que devem ser trazidas à vida de um homem, a fim de pregar corretamente. Eu não estou abordando os nossos problemas de separação pessoal. (Nós sabemos que a santidade pessoal é necessária na vida de um homem de Deus). Gostaria de sugerir duas disciplinas específicas para a pregação.

Em primeiro lugar, precisamos de uma disciplina de programação. Estudo requer tempo: tempo para ler, orar, meditar, para explorar. Eu sugiro que você organize a sua agenda de pregação. (Organizar a minha agenda de pregação me ajudou muito, como pastor local). Isso permite que você reconheça datas e dias especiais, e dedique tempo de estudo necessário para séries e mensagens sobre estas ocasiões especiais.

Em segundo lugar, precisamos de uma disciplina da mente. Ler, ler, e, em seguida, ler um pouco mais. Conheça os eventos atuais, conheça os clássicos, conheça a história, e, em seguida, fale a Palavra de Deus em relevância. Deus usa a Palavra. Ele nos deu a Palavra escrita, e exerce as nossas mentes de uma forma única. O hábito da leitura é essencial para uma mente crescer e se desenvolver.

Pregação é deliberação

Por deliberar, me refiro a oração - falar com Deus e deixar Deus falar com você. A pregação nunca deverá ser uma função da carne. Deve ser um produto da nossa comunhão com o Espírito de Deus que ensina e nos permite. Lembra-se do pedido de oração de Paulo aos crentes em Tessalônica?

"Finalmente, irmãos, orai por nós, para que a palavra do Senhor se propague e seja glorificada. Como também o é entre vós" (2 Tessalonicenses 3:1).

Orem por nós! Se Paulo sabia que precisava orar e receber oração, para ser eficaz na pregação, certamente precisamos dessa atitude também. Nós não somos inteligentes o suficiente, dotados o suficiente, ou talentosos o suficiente para pregar a Palavra de Deus sem a ajuda e o poder de Deus. Conheça o Seminário de Pregadores

Pregação é entregar

Com a confiança de conhecer o significado de Deus, o compromisso de vê-lo aplicado em sua própria vida, e uma sensação certa de estar na presença de Deus – se levante e pregue. Um homem apaixonado, preparado e que ama a Deus, cuja mensagem ele está entregando e ama as pessoas a quem ele está entregando; será eficaz.

Devemos descobrir e determinar a mensagem de Deus. Devemos, com vidas disciplinadas e deliberadas, desenvolver a mensagem de Deus para os outros ouvirem. A Palavra de Deus é viva e eficaz e não voltará vazia.

Conheça a Palavra! Pregue a Palavra! E pregue com confiança!

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!