Falando de um Coração Puro

Falando de um Coração Puro
"Se alguém cuida ser religioso e não refreia a sua língua, mas engana o seu coração, a sua religião é vã" (Tiago 1:26).

Sua fala revela a condição do seu coração.

$ads={1}

No versículo 22, Tiago falou sobre a ilusão de ouvir a Palavra sem obedecê-la. Aqui ele fala sobre o engano da atividade religiosa externa sem pureza interna do coração.

Isso é um engano comum. Muitas pessoas confundem amor de atividade religiosa com amor a Deus. Elas podem passar pela mecânica de ler a Bíblia, frequentar a igreja, orar, dar dinheiro ou cantar canções, mas, na realidade, seus corações estão longe de Deus. Esse tipo de engano pode ser muito sutil. É por isso que Tiago desconsidera meras reivindicações ao cristianismo e confronta nossos motivos e obediência à Palavra. Esses são as provas de ácido!

Tiago foi seletivo na palavra que ele usou para "religioso". Em vez de usar a palavra grega comum que fala de piedade interna, ele escolheu uma palavra que se refere a adornos, cerimônias e rituais religiosos externos - coisas que são inúteis para a verdadeira espiritualidade.

Ele se concentra na língua como um teste da verdadeira religião, porque a língua é uma janela para o coração. Como Jesus disse: "do que há em abundância no coração, disso fala a boca" (Mateus 12:34). A fala corrompida trai um coração não regenerado; a fala reta e justa demonstra um coração transformado. Não importa quão evangélica ou bíblica seja sua teologia, se você não pode controlar sua língua, sua religião é inútil!

Você pode aprender muito sobre o caráter de uma pessoa se ouvir por tempo suficiente o que ela diz. Da mesma forma, outras pessoas aprendem muito sobre você enquanto ouvem o que você diz. Suas palavras revelam um coração puro? Lembre-se da advertência de Paulo de "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem" (Efésios 4:29). Faça desse o seu objetivo todos os dias para que você possa conhecer a bênção e a graça de uma fala disciplinada!

Peça ao Senhor que guarde sua língua de falar qualquer coisa que possa desonrá-Lo. Esteja ciente de tudo o que você diz.

Leia Tiago 3:1-12.

Quais aviso Tiago dá?

Quais analogias ele usa para a língua?

Postagem Anterior Próxima Postagem