Lições da Oração de Paulo

Lições da Oração de Paulo
Texto: Efésios 1:15-23

Quando ouvimos homens e mulheres piedosos orarem, vale a pena observar exatamente como eles oram e o que oram. Quanto mais, quando temos a oportunidade de ouvir o apóstolo Paulo orar, como ele ora aqui nesta segunda metade do capítulo 1 de sua carta aos efésios. O que podemos aprender com a oração de Paulo? Aqui estão dez lições da oração de Paulo.

Primeiro, Paulo começa com ação de graças. "não cesso de dar graças por vós"

Em segundo lugar, observe pelo que Paulo dá graças. Ele está agradecendo a Deus por sua "fé no Senhor Jesus e [seu] amor por todo o povo de Deus". Esse é o foco da ação de graças de Paulo: os assuntos espirituais, o evangelho, a fé e o amor do povo de Deus.

$ads={1}

Terceiro, devemos também observar com que frequência Paulo ora. "não cesso de dar graças por vós". Presumivelmente, isso não significa que Paulo estivesse em uma reunião de oração perpétua. Ao ler o Livro de Atos, sabemos que ele fez muitas outras coisas além de orar. O que isso significa é que Paulo não parou de orar por eles - eles estavam em sua lista de orações e ele foi fiel em orar por eles. Também pode significar que Paulo carregava consigo uma atitude contínua de oração, além do tempo diário reservado para a oração.

Quarto, mas pelo que Paulo realmente ora? Ele está orando para que eles “conheçam [Deus] melhor”. Seu foco é o conhecimento de Deus. O relacionamento deles com Deus. O conhecimento deles sobre quem é Deus e o conhecimento pessoal de Deus são experiencialmente verdadeiros.

Quinto, de acordo com a oração de Paulo, como eles devem conhecer melhor a Deus? Eles conhecerão melhor quando Deus lhes der "o Espírito de sabedoria e revelação". O conhecimento de Deus é aumentado por uma revelação crescente do Espírito, através da Palavra de Deus, quando ele ilumina nossos corações para entender sua revelação na Bíblia.

Sexto, esse conhecimento pelo qual Paulo está orando não é meramente informação, é transformação. Ele está pedindo que os "olhos do coração [deles] sejam iluminados". Este é o trabalho do Espírito para dar a eles um senso espiritual de quem Deus é.

Sétimo, qual é o propósito deste contínuo conhecimento de Deus? É para que eles possam viver à luz da certeza do céu. É "para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos". Quando os cristãos conhecem Deus cada vez melhor, eles têm certeza da realidade do céu e tranquilidade de seu destino.

Oitavo, ele quer que eles conheçam o poder de Deus. "...a suprema grandeza do seu poder para conosco, os que cremos". Quão pouco entendemos do poder de Deus para o seu povo que crê! Quão diferente viveríamos, com que maior ousadia e confiança, se soubéssemos o incomparável poder de Deus para nós que cremos!

Nono, então qual é esse poder que está em ação em nós que cremos? É o mesmo que o poder que ressuscitou Jesus dentre os mortos. "Esse poder é o mesmo que a força poderosa que ele exerceu quando ressuscitou Cristo dentre os mortos."

E então, finalmente, décimo, Paulo encerra sua oração com louvores a Jesus. "...e sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja"

Postagem Anterior Próxima Postagem